Segunda, 10 Outubro 2016 15:13

Comunicação e Liturgia foi tema de jornada da Pascom realizada em Anápolis

Cerca de 85 pessoas participaram da Jornada da Comunicação do Regional Centro-Oeste da CNBB (Goiás e Distrito Federal) que aconteceu nos dias 7 a 9 de outubro, no Seminário Regina Minorum, em Anápolis. O tema central do evento, Comunicação e Liturgia, foi assessorado pelo frei Alberto Beckhäuser, OFM, doutor em Teologia com especialização em Liturgia. Desde 1967, o frade acompanha de perto a caminhada pós-conciliar da reforma e da renovação litúrgica no Brasil, da qual se tornou um dos protagonistas. Atualmente, é professor no Instituto Teológico Franciscano, em Petrópolis (RJ).

A Jornada da Comunicação contou também com quatro oficinas sob o aspecto da liturgia (Transmissão de Rádio e TV; Cobertura para mídia impressa e digital; Cobertura para redes sociais; Cobertura fotográfica) ministradas por agentes da Pascom, com formação técnica e atuação no regional. O jornalista e diretor da Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe), Tayrone Di Martino, abriu o primeiro dia de jornada com uma palestra sobre “A comunicação como motivação e realização”.

O palestrante disse que os comunicadores precisam conhecer seu público, para que possam levar a mensagem com mais eficácia. Para isso, ele explicou as várias formas como as pessoas se relacionam com o mundo pelos sentidos visual, auditivo e cinestésico. “Tem pessoas que se comunicam com maior facilidade quando estão vendo, outras quando ouvem e ainda aquelas quando sentem o contato físico. É importante para nós saber como o outro se orienta para perceber a importância de se comunicar a partir desses princípios porque dessa forma influenciamos com mais eficácia”, sublinhou o palestrante. Tayrone também enfatizou que cabe aos comunicadores avançarem no desenvolvimento dos níveis de aprendizagem para desempenharem com maestria aquilo a que se propõem.

Na manhã de sábado (8), frei Alberto deu início à abordagem do tema Comunicação e liturgia, sob a ótica da riqueza da comunicação litúrgica e a comunicação dos símbolos e dos ritos. O especialista explicou que a Pastoral da Comunicação tem a importante missão de comunicar para além da catequese, dos dados, dos elementos e da formação e ajudar o povo a mergulhar no mistério celebrado. “Quando nós comunicamos Deus e entramos em comunhão com ele, em Cristo, que é o mistério pascal, nós estamos realmente sendo divinizados”, justificou. Para isso, segundo ele, a formação litúrgica é muito importante. “Os comunicadores precisam realmente compreender o que é celebrado, por isso uma formação litúrgica facilita. Precisamos usar os meios de comunicação para ajudar o povo a conhecer Cristo, vivê-lo, celebrá-lo e anunciá-lo aos outros”.

Por fim, frei Alberto disse que não há fórmula para evangelizar pela comunicação na liturgia. Mas ele indicou o primeiro passo a ser dado pelos comunicadores. “Antes de evangelizar precisamos evangelizar-nos, ou seja, viver a espiritualidade, a mística da fé cristã que se expressa prioritariamente na liturgia e particularmente na Eucaristia. Não adianta queremos comunicar se nós não temos o que comunicar”, declarou. A motivação maior, ainda conforme o assessor, é comunicar pelo nosso exemplo de vida e só depois disso usar todos os meios possíveis para anunciar o Cristo.

Avaliação

O bispo de Uruaçu, presidente do regional e referencial para a comunicação no Centro-Oeste, Dom Messias dos Reis Silveira, afirmou que a jornada mais uma vez cumpriu o seu papel de formar, trocar experiências e aproximar os agentes da Pascom no regional. “Saímos do encontro fortalecidos porque o evento possibilitou a partilha entre os participantes, o conhecimento e um aprofundamento sobre a liturgia e, o mais impressionante, foi a vontade de participar dessas pessoas”. Dom Messias também comentou que os agentes da Pascom devem estar preparados para evangelizar e formar para que a comunicação favoreça a relação entre as pessoas e com Jesus.

Irmão Diego Joaquim, CSsR, coordenador da Pascom no regional, também avaliou positivamente a jornada. “O encontro superou as expectativas não só pela qualidade dos temas apresentados pelo frei Alberto e pelos assessores nas oficinas, mas, sobretudo, pela disposição dos participantes em aprender, trocar experiências e criar. Isso é muito bom e um sinal de que Deus chama, inspira e a gente tem procurado acrescentar ao esforço desses jovens que estão aqui para responder a esse chamado que é usar as técnicas, os recursos e os meios de comunicação para anunciar a Boa-Nova de Jesus”, disse.

Para a coordenadora da Pascom na Diocese de Luziânia, Viviane de Sena Sousa, que participou da jornada com mais um agente da Pastoral da Comunicação e outro da Pastoral Litúrgica da sua diocese, o encontro foi uma motivação a mais para levar adiante os trabalhos. “Percebi no encontro que nossa missão é muito maior do que aquela que estamos executando, por isso é fundamental a realização de eventos como esse. Saio daqui completamente renovada para colocar em prática tudo o que aprendemos para realmente fazer com que a Pascom funcione, cresça e evangelize”.

Na missa de encerramento da jornada, Dom João Wilk, bispo de Anápolis, e ex-referencial para a Pascom no regional, antes de Dom Messias, elevou graças a Deus para que o encontro proporcione aos agentes da Pastoral da Comunicação o encontro com Deus e os mistérios da salvação. Ele também aproveitou para anunciar a criação do cardeal brasileiro Dom Sergio da Rocha, que é presidente da CNBB e pertence ao Regional Centro-Oeste.

A próxima Jornada da Comunicação ficou marcada para os dias 6 a 8 de outubro de 2017, com tema e local ainda a serem definidos.

 

Veja todas as fotos:

Google Fotos

Flickr

 



Testemunha e anuncia o Evangelho de Jesus Cristo, promovendo a comunhão e a participação ativa no processo comunicacional e consolidando a missão da Igreja por meio da comunicação. "É a pastoral do ser e estar em comunhão com a comunidade. É a pastoral da acolhida, da participação, das inter-relações humanas, da organização solidária e do planejamento democrático do uso de recursos e instrumentos de comunicação” (Doc. 75 – Igreja e Comunicação - CNBB)

 

Bispo referencial

Dom Levi Bonatto

Coordenador: Irmão Diego Joaquim



Contatos: (62) 9961-1732

E-mail: pascomcnbbco@gmail.com
 

© 2018 CNBB Centro-Oeste - Todos os direitos reservados

Rua 93, nº 139, Setor Sul, CEP 74.083-120 - Goiânia - GO - 62 3223-1854