Segunda, 22 Junho 2015 18:23

Famílias voltam a ocupar Fazenda Santa Mônica, em Corumbá de Goiás

Na manhã de domingo (21) em torno de três mil famílias retomaram a ocupação do Complexo Santa Mônica, nos municípios de Corumbá de Goiás, Alexânia e Abadiânia. Trata-se de um latifúndio improdutivo composto por aproximadamente 90 propriedades, adquiridas de pequenos produtores.

Quem ocupa a área?

Famílias da grande Goiânia, de Anápolis, do entorno do Distrito Federal, que em 31 de agosto de 2014, ocuparam a área pela 1ª vez e se organizaram no Acampamento Dom Tomás Balduíno, em homenagem a esse histórico defensor da Reforma Agrária e dos Movimentos Sociais. São famílias com trabalhos precários ou que não suportavam mais a vida da cidade devido à violência, transporte público precário e sem moradia e famílias camponesas sem terra. Durante os sete meses que durou a ocupação, foi construída a maior experiência agroecológica do país, produzindo mais de 20 tipos de alimentos sem uso de agrotóxico ou transgênicos, e se estruturou uma escola para quase 100 crianças. Em fevereiro uma grande pamonhada, com mais de 15 mil pamonhas, foi feita para um público de 5 mil apoiadores. Essas famílias foram despejadas no dia 5 de março deste ano, com o compromisso, ­ firmado pelo Governo Federal, de que seriam assentadas no prazo de 60 dias.

Por que essa nova ocupação?

É para cobrar do Governo a desapropriação do Complexo Santa Mônica e o assentamento das famílias na região.

Se isso acontecer, os ocupantes se comprometem a produzir alimentos saudáveis, sem uso de venenos, a preços acessíveis à classe trabalhadora e conservar o meio ambiente e a recuperar áreas degradadas. O assentamento das famílias vai gerar renda e trabalho no campo e mostrar que o agronegócio desemprega trabalhadores e envenena pessoas e o meio ambiente, além de destruir as economias locais.



A CPT foi criada para ser um serviço à causa dos trabalhadores e trabalhadoras do campo e de ser um suporte para a sua organização. O homem e a mulher do campo são os que definem os rumos a seguir, seus objetivos e metas. Eles e elas são os protagonistas de sua própria história. A Comissão os acompanha, não cegamente, mas com espírito crítico.

Bispos referenciais

Dom Eugênio e Dom Guilherme

Coordenador: Fábio José da Silva

Contatos: (62) 3223-5724
E-mail: fabio_cpt@yahoo.com.br

© 2018 CNBB Centro-Oeste - Todos os direitos reservados

Rua 93, nº 139, Setor Sul, CEP 74.083-120 - Goiânia - GO - 62 3223-1854