Terça, 23 Fevereiro 2016 18:54

Pastoral da Sobriedade vai elaborar Manual de práticas de prevenção ao uso de drogas

 

Durante o Seminário de Prevenção ao Uso de Drogas, realizado nos dias 19 a 21 de fevereiro, na Casa de Retiros Jesus Crucificado, em Goiânia, os agentes da Pastoral da Sobriedade decidiram elaborar um Manual de práticas de prevenção ao uso de drogas. O material, que deverá ser produzido em conjunto pelos agentes das dioceses será uma ferramenta de trabalho para o regional. “Com esse manual queremos alcançar de maneira mais eficaz os dependentes químicos ainda neste ano de 2016, aproveitando assim o Ano Santo da Misericórdia”, confirmou o coordenador da pastoral, Nilson Almeida Vieira.

Pela segunda vez no regional, o psicólogo, especialista em dependência química e assessor nacional da Pastoral da Sobriedade, Fernando Barbosa Silva, fez uma palestra motivacional e expôs ideias e práticas utilizadas na prevenção ao uso de drogas. “Procuramos nesse encontro explicar os vários tipos de prevenção: a primária, em que atuamos junto às pessoas que ainda não tiveram contato com as drogas; a secundária, voltada para as pessoas que já tiveram contato, mas ainda não são dependentes, e a terciária, em que os agentes trabalham com as pessoas que são dependentes”.

Fernando explicou também que, na terciária, o modo de atuar no trabalho de prevenção deve se dar nas famílias, nas rodas de amigos, nos relacionamentos afetivos, bem como montando projetos sociais. Os participantes ainda aprenderam como montar diversos projetos de acolhimento, para a juventude e promoção humana, evangelização nas praças e a desenvolver parcerias. Outro ponto importante foi levar os agentes a estarem sempre prontos a trabalhar em comunhão com as diversas pastorais e organizações sociais. “Não podemos descartar o trabalho em rede, pois só em parcerias com as pastorais, movimentos, associações, centros de atenção psicossocial (CAPs), é que poderemos montar uma rede de prevenção no Regional Centro-Oeste”, declarou.

Ainda no seminário, houve troca de experiências das dioceses, escuta e levantamento das ações desenvolvidas e partilha. 

Testemunho

Entre os participantes do seminário, estava a agente Vilma Vicente Ferreira, 60 anos, da Diocese de Uruaçu. A única diferença dela em relação aos demais é a deficiência visual. Apesar de não enxergar, aonde vai, Vilma testemunha a mudança que a Pastoral da Sobriedade proporcionou para a sua família. O irmão, já falecido, foi alcoólatra por 23 anos, a ponto de ser abandonado pela esposa e encontrado por Vilma várias vezes, caído pelas ruas. “As pessoas queriam que ele deixasse a bebida com brigas, discussões, mas isso não fazia efeito. Na minha paróquia foi implantada a pastoral e eu passei a frequentar. Dei a ele um livro com o tema da sobriedade e com isso começou a se interessar e participar da pastoral. Tinha suas recaídas, mas jamais abandonou”, relatou Vilma. De alcoólatra, o irmão virou agente. Também largou o cigarro e passou a ajudar outros dependentes. Faleceu nove anos depois, em 2010. O marido de Vilma faleceu há nove meses, mas ela continua firme e sempre com o sorriso no rosto disposta a ajudar aqueles que estão vivendo no mundo das drogas. Para aproveitar o potencial dela, a Pastoral da Sobriedade prepara um material formativo em áudio para que ela possa conduzir grupos na Diocese de Uruaçu.

Acampamento para dependentes

Além do manual de prevenção, a Pastoral da Sobriedade no regional pretende realizar um acampamento para acolher dependentes químicos. “Esse evento é para os dependentes, seus familiares, amigos. O objetivo é realizar um trabalho de cura e libertação dessas pessoas seguindo os 12 passos da Pastoral da Sobriedade, com ênfase na Palavra de Deus para o resgate dos dependentes químicos ou de outros comportamentos”, explicou Fernando.

VEJA TODAS AS FOTOS

 



Ação da Igreja Católica que busca a sobriedade como modo de vida. Sua metodologia é a terapia do amor que trata todo e qualquer tipo de dependências, drogas, depressão, compulsões. É alicerçado na palavra de Deus, pela vivência de 12 Passos que são desenvolvidos em reuniões nas paróquias. A atuação missionária da pastoral estende-se pelas Comunidades Terapêuticas, visitas às famílias, palestras nas escolas, parceria com outras pastorais e movimentos, e trabalho em rede, em parceria com órgãos governamentais e não governamentais, por meio de cinco frentes de atuação: Prevenção, Intervenção, Recuperação, Reinserção Social e familiar e Atuação Política.

Bispo referencial

Dom Fernando Brochini

Coordenador: Nilson Almeida Vieira



Contatos: (61) 99605-8940
E-mail: nilsom.vieira43@gmail.com
 

© 2018 CNBB Centro-Oeste - Todos os direitos reservados

Rua 93, nº 139, Setor Sul, CEP 74.083-120 - Goiânia - GO - 62 3223-1854