Sábado, 29 Agosto 2015 18:07

Em Carta-mensagem, presbíteros do Regional Centro-Oeste apontam desafios da atualidade para a vida eclesial

Os 86 padres reunidos no 34º Encontro Regional de Presbíteros, realizado de 24 a 27 de agosto, na diocese de Ipameri (GO) divulgaram mensagem final após o evento. No texto eles destacam o papel do presbítero na atualidade e os impactos dessa realidade em sua vida eclesial.

Outro ponto importante destacado são as contribuições da Igreja por meio das luzes do Concílio Vaticano II e do papa Francisco que conclamam uma Igreja missionária, ou seja, em saída. Na mensagem é citada também a primeira carta encíclica do papa Francisco, Evangelii Gaudium, como uma fonte de alegria aos padres, anunciadores do Evangelho e divulgados os nomes dos novos membros da presidência da Comissão de Presbíteros do regional.

Leia na íntegra

 

CARTA-MENSAGEM

 

34º Encontro Regional de Presbíteros

Queridos irmãos presbíteros do Regional Centro-Oeste, cordiais saudações na «alegria do Evangelho»!

Nós, representantes das dioceses de nosso Regional, reunidos em Ipameri – GO, nos dias 24 a 27 de agosto de 2015 no 34o Encontro Regional de Presbíteros, fomos cordialmente acolhidos pelo Bispo Diocesano Dom Guilherme Antônio Werlang e pelo Presidente da Comissão Regional de Presbíteros, Pe. Orcalino Lopes da Silva, membro do presbitério dessa diocese. Contamos também com a presença de Dom Eugene Rixen, Bispo de Goiás, de Dom José Aparecido, Bispo Referencial da CNBB e com a visita de Dom Fernando, Bispo de Itumbiara – GO.

A temática, Presbíteros no Brasil: alegria no anúncio do Evangelho, com o lema, «...Eis que faço nova todas as coisas» (Ap 21,5), foi conduzida pelo assessor Pe. Jésus Benedito dos Santos, do Clero de Pouso Alegre – MG.

Partindo de uma análise da pós-modernidade e seus impactos na vida eclesial, especialmente no agir do presbítero, na sua tarefa de anunciar o Evangelho, retomou o sonho de iluminar com o Concílio Ecumênico Vaticano II (1962-1965), no contexto de seus 50 anos, as descobertas do mundo moderno, preparando-nos o Encontro Nacional de Presbíteros em 2016, sob a mesma temática, em Aparecida, São Paulo.

Acentuando a Igreja emanada das luzes do Concílio Vaticano II, como um caminho irrenunciável, corroborada pelos Papas pós-conciliares, mas muito especialmente pelo atual Pontífice Papa Francisco, que em repetidas ocasiões tem conclamado a Igreja inteira a assumir de modo renovado a sua vocação missionária, através de uma “conversão pastoral”. O assessor enfatizou a necessidade de não desanimarmos nesta caminhada, sempre à luz da Evangelii Gaudium, pois o Evangelho é a perene fonte de alegria para todos os ministros ordenados, chamados mais do nunca a tomar consciência de sua condição de «Presbítero-Pastor».

Neste encontro, não negamos a realidade. Somos poucos diante de tantos desafios, e inegavelmente cansados, pois o nosso imenso Brasil carece ainda de muitos presbíteros. Todavia, configurados no Cristo Bom Pastor, temos nele a fonte e motivação para prosseguir na missão.

Frente às múltiplas crises atuais em nosso país, a Igreja é impelida pela alegria do Evangelho a ser uma referência de esperança na busca da dignidade do Povo de Deus.

É consenso em nosso encontro a importância da Pastoral Presbiteral em nossos presbitérios, como fruto do Concilio Vaticano II, em especial no Decreto Presbyterorum Ordinis, confirmado no Documento de Aparecida (2007): «As dioceses e conferências episcopais desenvolvam uma pastoral presbiteral que privilegiem a espiritualidade específica e a formação permanente» (n. 200), bem como nas Diretrizes para a formação dos presbíteros da Igreja no Brasil (2010), fundamentando-se na Sagrada Escritura que diz: «Cuida de ti mesmo e de todo o rebanho» (At 20,28).

Muito significativas foram também as palavras de Dom Guilherme Werlang na manhã de espiritualidade sobre o sentido mais profundo de nossa vocação presbiteral.

Realizou-se também a eleição da nova Comissão Regional de Presbíteros para o próximo quadriênio, que ficou assim composta: Presidente, Pe. Mauro Francisco dos Santos, Diocese de Goiás, Vice-presidente, Pe. Ary Ramos Filho, Diocese de Formosa; 1o Secretário, Pe. Ozaine Cardoso Vilela, Diocese de São Luís de Montes Belos, 2o Secretário Pe. Eli Ferreira Gomes, Diocese de Anápolis; 1o Tesoureiro, Pe. Emerson Simplício da Silva, 2o Tesoureiro, Pe. Derneval Pereira Soares; Conselho Fiscal: 1o Pe. Antônio Emídio Gomes Neto, Ordinariado Militar do Brasil, 2o Pe. Vitor Sousa Silva, Diocese de Itumbiara, 3o Pe. Weber Sivirino da Costa, Diocese Rubiataba/Mozarlândia.

Com estas motivações, com gratidão e renovados na esperança, saudamos fraternalmente a todos!


Ipameri, 27 de agosto de 2015.



Comissão do Regional Centro-Oeste da CNBB, cuja missão é "cuidar dos cuidadores" na perspectiva de acompanhar os presbíteros em sua caminhada, seja ela espiritual, intelectual, humano-afetiva, entre outras. Tem como referência o próprio Cristo como Bom Pastor que acompanha suas ovelhas para que elas o acompanhem de modo integral. Seu grande objetivo é fazer com que nossos presbíteros cresçam no seguimento de Jesus Cristo.

Bispo referencial

Dom José Aparecido Gonçalves

Coordenador: Pe. Mauro Francisco dos Santos



Contato: (62) 99392-8580
E-mail: vintte@hotmail.com
 

© 2018 CNBB Centro-Oeste - Todos os direitos reservados

Rua 93, nº 139, Setor Sul, CEP 74.083-120 - Goiânia - GO - 62 3223-1854