Quinta, 08 Agosto 2019 18:20

Diocese de Itumbiara sediou o 20º Encontro da Família Diaconal do Regional Centro-Oeste

O 20º Encontro da Família Diaconal do Regional Centro-Oeste da CNBB aconteceu nos dias 2 a 4 de agosto, na cidade de Itumbiara, Diocese de Itumbiara. A abertura do evento foi feita pelo bispo daquela igreja particular, Dom Fernando Brochini, com a Celebração Eucarística presidida por ele, na Paróquia São Pedro e São Paulo. Concelebraram, Dom Levi Bonatto, bispo auxiliar da Arquidiocese de Goiânia e assessor do encontro; o padre Luiz Fernando, pároco da paróquia que acolheu a celebração; o padre Vítor de Sousa Silva, pároco da Paróquia Cristo Rei, de Itumbiara e coordenador diocesano da Pastoral da Comunicação (Pascom); e o padre Ueslei Vaz Aredes, pároco da Paróquia Cristo Redentor, de Morrinhos (GO). Dom Fernando refletiu com os presentes na celebração sobre o culto que devemos prestar a Deus. “Deus faz questão de que celebremos, pois ele mesmo nos indica as solenidades que devemos rezar com dignidade”.

Após a Santa Missa foi oferecido um jantar. Houve também a solenidade de abertura em que Dom Fernando deu as boas-vindas aos participantes do encontro. Neste mesmo fim de semana aconteceu também em Itumbiara, o 1º Congresso das Esposas dos Diáconos do Regional Centro-Oeste.

O segundo dia do Encontro dos Diáconos iniciou com a Santa Missa presidida por Dom Levi. Na sua homilia, o bispo falou sobre João Batista, o predecessor de Jesus, já que o evangelho do dia relatava o martírio do profeta. “João Batista é o último dos profetas do Antigo Testamento e o primeiro profeta dos novos tempos do Novo Testamento. Os profetas, em sua grande maioria, foram perseguidos, mortos e rejeitados, e aquele que vem a ser o predecessor de Jesus precede-o também na morte, precedeu por uma vida santa, justa e profética. Ser profeta tem um preço, e tudo o que queremos na vida não é sermos profetas, mas admirados, reconhecidos e aplaudidos. Não queremos incomodar. É claro que existe o incômodo da pessoa que é simplesmente chata, mas há o incômodo da palavra que corrige, que chama a atenção, que nos mostra a direção para a qual devemos servir”, explicou.

A missa foi concelebrada pelos padres Luiz Fernando e Ueslei, ambos do clero da Diocese de Itumbiara. O 1º Encontro das Esposas dos Diáconos, que foi a novidade do evento dos diáconos, teve assessoria do padre Joaquim Cavalcante, da Diocese de Itumbiara. O tema trabalhado foi “Esposa em busca da Santidade”. Dentro desse tema houve duas palestras: “O Poder de ser Esposa Auxiliadora na Missão Diaconal”, com o padre Joaquim, e a outra “Graça da Santidade por uma Vida de Oração”, com Karla Pedro, esposa do diácono Mauro Aparecido, da Arquidiocese de Goiânia.

Os temas desenvolvidos por Dom Levi foram divididos nas três dimensões do Diaconado: o Diaconado na Família, no Serviço e no Ministério. No fim da tarde aconteceu um momento de adoração ao Santíssimo Sacramento, em que os diáconos e suas esposas foram convidados a entregar o seu matrimônio e a vocação que Deus os chamou para servir à Igreja.

Missa de Encerramento
No domingo dia 4 de agosto, os diáconos e suas esposas participaram de uma procissão saindo do Centro de Pastoral Dom Velloso percorrendo as ruas da cidade até a Catedral Santa Rita de Cássia, onde participaram da Santa Missa presidida por Dom Levi Bonatto. Estavam presentes, o pároco da Catedral, padre José Luiz e o padre Ueslei Vaz, pároco da Paróquia Cristo Redentor, de Morrinhos (GO).

Dom Levi refletiu sobre o Evangelho que narra a parábola do homem ganancioso que acumulou seus bens em um seleiro para gozar de toda a fartura. “A ganância é a gana que temos dentro de nós de ganhar, de possuir, de cobiçar, desejar e buscar as coisas. Essa gana é alimentada em nós já quando somos crianças. A criança é alimentada pelo desejo do possuir e algumas vão acumulando, juntando. São muitos brinquedos, carrinhos, bonecas. De modo que, quando não é ensinado para ela a dividir, a repartir, a sede da ganância é alimentada em seu coração”.

Ao final da celebração o bispo e os padres receberam uma homenagem e ofertaram flores a São João Maria Vianney comemorado no dia 4 de agosto, data em que celebramos o dia do padre. Já os diáconos ofereceram flores ao seu patrono São Lourenço.

Texto: Marcos Paulo Mota/Acadêmico de Jornalismo/PUC Goiás

 



Órgão vinculado ao Regional Centro-Oeste da CNBB que congrega os diáconos permanentes, nos âmbitos diocesano e regional, com o objetivo de promover a comunhão diaconal, bem como a confraternização, partilha de vida e experiências, promoção da vocação diaconal, incentivo à criação e funcionamento das escolas diaconais de formação permanente. 

Bispo referencial
Dom Waldemar Passini Dalbello

 


Coordenador: Diácono Mauro Aparecido de Oliveira

Contatos: (62) 99223-6678
E-mail: mauroaparecido@icloud.com
 

© 2019 CNBB Centro-Oeste - Todos os direitos reservados

Rua 93, nº 139, Setor Sul, CEP 74.083-120 - Goiânia - GO - 62 3223-1854